LAZER
NEGÓCIOS

Escolha a sua experiência

     
     
Adultos
Crianças
QUARTOS

Restaurantes ibéricos distinguidos no Guia Michelin conhecidos hoje

14/12/2021

A Michelin anuncia hoje quais são os restaurantes distinguidos na edição de 2022 do guia de Espanha e Portugal, numa cerimónia em Valência, que retoma o formato presencial após uma interrupção causada pela covid-19.

Na edição de 2021 do Guia Michelin, Portugal soma sete restaurantes com duas estrelas ('cozinha excecional, merece o desvio') e 21 com uma estrela ('cozinha de grande nível, compensa parar'). O país nunca recebeu a classificação máxima, de três estrelas ('cozinha de nível excecional, justifica a viagem').

As novidades do ano passado foram dois restaurantes lisboetas - "100 Maneiras" ('chef' Ljubomir Stanisic) e 'Eneko Lisboa' ('chef' Eneko Atxa) -- que receberam a primeira estrela.

Além destes dois espaços, têm a distinção de uma estrela os estabelecimentos 'A Cozinha', 'Antiqvvm', 'Bon Bon', 'Eleven', 'EPUR', 'Feitoria', 'Fifty Seconds by Martin Berasategui', 'Fortaleza do Guincho', 'G Pousada', 'Gusto by Heinz Beck', 'LAB by Sergi Arola', 'Largo do Paço', 'Loco', 'Mesa de Lemos', 'Midori', 'Pedro Lemos', 'Vista', Vistas" e 'William'.

Exibem duas estrelas os restaurantes 'Alma', 'Belcanto', 'Casa de Chá da Boa Nova', 'Il Galo d'Oro', 'Vila Joya', 'Ocean' e 'The Yeatman'.

Após um ano de interrupção, devido às limitações impostas para conter a covid-19 e que obrigaram à realização da cerimónia de anúncio da edição de 2021 em formato exclusivamente virtual, a Michelin regressa este ano à gala presencial, desta vez em Valência, com cerca de 600 convidados, mas mantendo também a transmissão 'online'.

Segundo a Michelin, a gala de hoje será por isso a do "reencontro" e marcada pela preocupação pela sustentabilidade: será medida a pegada de carbono e serão pensadas medidas, no futuro, para compensar através de projetos sustentáveis.

Além disso, foram adotadas medidas para reduzir o impacto ambiental do evento, como uma maior aposta nos suportes digitais, a preferência pelo comboio nas deslocações da organização e dos convidados ou o uso de elementos recicláveis.

Também para promover a sustentabilidade, a Michelin mantém a aposta na distinção 'estrela verde', lançada no ano passado e que reconhece restaurantes e 'chefs' que estão particularmente empenhados em defender o ambiente.

Na cerimónia de hoje, uma equipa de nove 'chefs' da Comunidade Valenciana vai assegurar o jantar, sob o comando de Quique Dacosta (três estrelas Michelin no restaurante com o seu nome, em Dénia).

No total, o Guia Michelin Espanha e Portugal 2021 contempla 11 restaurantes com três estrelas, 38 com duas estrelas (três novos) e 203 com uma estrela (21 novos), além de 300 com a categoria 'Bib Gourmand', que reconhece uma boa relação qualidade/preço.

As distinções atribuídas pelos inspetores, que visitam os restaurantes de forma anónima, reconhecem a qualidade da cozinha, com base em cinco critérios: qualidade dos produtos, domínio dos pontos de cozinha e das texturas, equilíbrio e harmonia dos sabores, personalidade da cozinha e regularidade.

Criado no início do século XX para ajudar os viajantes nas suas deslocações, o Guia Michelin é hoje considerado uma referência mundial na qualificação de restaurantes. Portugal entrou no roteiro em 1910.

O Guia Michelin está atualmente presente em 30 países.

Ver Fifty Seconds
sm
md
lg
xl